Hospital Cardiológico Costantini amplia e moderniza área de exames de cintilografia

O Hospital Cardiológico Costantini está ampliando suas instalações do Setor de Cintilografia. Junto com a ampliação do espaço físico, foram adquiridos equipamentos de última geração, permitindo diagnósticos ainda mais precisos, além de um atendimento diferenciado para os pacientes. Iniciadas em outubro do ano passado, as obras foram finalizadas em janeiro. A melhoria chega no mesmo momento em que este setor completa 10 anos no Hospital Costantini.

Um dos principais benefícios para os pacientes é a diminuição do tempo de espera para agendar exames de cintilografia miocárdica, que antes era de até 15 dias. Hoje a espera pode levar, no máximo, quatro dias, sendo que, em casos de emergência, é possível realizar o exame em até 24h, antecipando também o laudo. Além disso, para as pessoas que moram em outra cidade também é possível realizar as duas etapas do exame no mesmo dia, com possibilidade de entrega de resultado via e-mail ou correio.

Segundo Drª. Carmen Weigert, chefe do serviço de medicina nuclear do Hospital Cardiológico Costantini, este investimento, além de proporcionar ainda mais conforto e agilidade no atendimento, possibilitou a aquisição do que há de mais moderno quando se trata de equipamentos para a realização do exame de cintilografia do miocárdio. “Com isso, continuamos a ser o único serviço do Paraná especializado exclusivamente em Cintilografia do Miocárdio. Além disso, é importante ressaltar que aqui, durante a realização deste exame, estão presentes em período integral dois cardiologistas e dois médicos nucleares”, fala.

Exame não invasivo

A Cintilografia Miocárdica é um exame não invasivo, realizado em duas etapas (repouso e estresse), que avalia a distribuição sanguínea do músculo cardíaco. Um dos objetivos é verificar se há risco de infarto. É seguro, com riscos mínimos para o paciente. Entretanto, de acordo com a Drª. Carmen, por envolver a simulação de estresse físico do coração via teste ergométrico ou administração de fármacos, ressalta-se a importância de realizar o procedimento em hospitais que possuem infraestrutura para atendimento emergencial cardiológico, garantindo segurança e eficiência para o paciente.